Blogue do WhatsApp

Quase um bilhão de pessoas hoje em dia dependem do WhatsApp para manter contato com seus e amigos e familiares. Do pai de primeira viagem na Indonésia, que compartilha fotos com a sua família à estudante na Espanha, que mantém contato com seus amigos em sua cidade natal e a médica no Brasil, que se comunica com seus pacientes. As pessoas esperam que o WhatsApp seja rápido, simples e confiável.

Por isso, anunciamos com muita alegria que o WhatsApp não cobrará mais taxas de assinatura. Durante muitos anos, nós pedimos que algumas pessoas pagassem uma taxa para poder utilizar o WhatsApp após o primeiro ano gratuito. Com o nosso crescimento, nós descobrimos que essa abordagem não funcionou muito bem. Muitos usuários do WhatsApp não possuem cartão de crédito ou de débito e, por isso, temiam perder o contato com seus amigos e familiares após o término do primeiro ano. Por isso, ao longo das próximas semanas, removeremos as taxas das diferentes versões de nosso aplicativo e, então, o WhatsApp não mais cobrará pelos seus serviços.

Naturalmente, as pessoas irão se perguntar como nós manteremos o WhatsApp funcionando sem as taxas de assinatura e se, após a declaração de hoje, nós introduziremos anúncios de terceiros. A resposta é não.

Este ano, começaremos a testar ferramentas que lhe permitirão utilizar o WhatsApp para estabelecer comunicação com empresas ou organizações com as quais você deseja manter contato. Isso significa que você poderia se comunicar com o seu banco para saber ser uma transação recente foi, na verdade, uma fraude ou com uma companhia aérea para se informar sobre o atraso de um vôo. Nós todos recebemos esses tipos de mensagens em outros lugares hoje em dia – através de mensagens de texto ou ligações - então, queremos testar novas ferramentas para tornar isso mais fácil de fazer através do WhatsApp, enquanto ainda lhe oferecemos uma experiência sem anúncios de terceiros e spam.

Nós esperamos que você aproveite as novidades que estão por vir no WhatsApp e estamos ansiosos para saber sua opinião.